sábado, 27 de fevereiro de 2010

França e a moda - legitimidade e elegância - Pinacoteca

           O local não poderia ser mais propício.









Um dos casarões mais suntuosos da Região da Mata Atlântica, a Pinacoteca de Santos recebe a exposição 200 Anos de Moda Francesa que ocupa o Salão Nobre e as salas de exposição do piso térreo.



Como que numa volta à época, a exposição 200 Anos de Moda Francesa – 1750 a 1950 parece ter se ajustado com o ambiente que possui uma junção de arquitetura clássica e art noveaux e revela uma sutileza se confundi com a exposição e contagia os visitantes que ao se depararem com os lindos vestidos como o de camile Monet, a esposa do pintor Monet e inspirado em uma de suas obras, e a réplica inspirada em um dos retratos pintados de Maria Antonieta, rainha da França do século XVIII.




A viagem se completa com os imponentes móveis provençais com seus pés de patas de leão e seus medalhões, cristaleiras que expõem belas bonecas com vestimentas das épocas entre 1750 a 1950 além de fabulosos leques e pentes originais dos séculos XVIII e XIX e perfumeiros antigos.






O entretenimento, a cultura e a arte se completam com os cartazes que revelam informações bem descritas, curiosidades e contextos interessantes da época áurea da beleza e do glamour.







A exposição tem como curador o arquiteto e artista plástico Carlos Henrique Pires de Souza, a redação da Jornalista Cyra Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário